Pular para o conteúdo principal

O que é uma Contestação (chargeback)?

O que é Chargeback?


O Chargeback é o cancelamento de uma venda feita com cartão de débito ou crédito, que pode acontecer por dois motivos: um deles é o não reconhecimento da compra por parte do titular do cartão e o outro pode se dar pelo fato de a transação não obedecer às regulamentações previstas nos contratos, termos, aditivos e manuais editados pelas administradoras.

Ou seja, o lojista vende e depois descobre que o valor da venda não será creditado porque a compra foi considerada inválida, cuidado com limite de vendas na PF. Se o valor já tiver sido creditado ele será imediatamente estornado ou lançado a débito no caso de inexistência de fundos no momento do lançamento do estorno.

Os números são desconhecidos mas o que se sabe é que o volume é assustador principalmente nas lojas virtuais.

Chargeback deixa lojistas em situação desprotegida
A verdade é que nenhuma administradora de cartão de crédito garante transação alguma nas vendas efetuadas pela Internet, ficando a cargo do lojista todos os riscos inerentes à operação e também, é claro, o risco do chargeback.

Aqui que mora o perigo das maquinas da PagSeguro e semelhantes, pois as vendas são processadas na plataforma online dessas empresas e portanto consideradas como vendas Online sendo fácil solicitar o cancelamento por qualquer motivo.

Este posicionamento expõem o vendedor a todo tipo de golpes que vão desde a fraude com cartões de crédito roubados/clonados até a má fé de alguns usuários que simplesmente alegam não reconhecer compras legítimas.
É uma verdadeira Roleta Russa que pode levar uma loja virtual a falência, ou no mínimo, desequilibrar bastante o fluxo de caixa.

Com o evitar prejuízo com Chargeback em maquinetas de cartões?


Evite as maquinas que usam plataformas online como a PagSeguro e semelhantes, pois as vendas nesse tipo de máquina é considerado como venda online, facilitando o cancelamento pelo comprador, de preferencias as máquinas mais profissionais com sistema integrado diretamente com os bancos, são as mais seguras por se tratar de um sistema integrado com instituições financeiras, mas isso não quer dizer que não ocorra chargeback, porém é mais difícil porque o cliente não consegue cancelar a compra com tanta facilidade.

Outra estratégia é tirar cópia de RG (documentos com foto) para comprovar que o cliente esteve no estabelecimento, se suas vendas for online só despachar a mercadoria 72hs depois quando se torna mais difícil pedir o cancelamento da compra, guardar todos os comprovantes possíveis como RA de envio, ainda sim é muito arriscado. Evite fazer venda digitada sem cartão presente.

Detalhe, se sua máquina é na pessoa física procure colocar o nome fantasia ou algum nome que o cliente reconheça ao receber o alerta ou a fatura do cartão, pois muitos clientes cancelam a compra por não reconhecer a compra por ter um nome diferente no comprovante ou na fatura.



SumUp tem serviço próprio de chargeback

Cientes do impacto do estorno para qualquer negócio, principalmente para o pequeno empresário, algumas empresas de pagamentos móveis oferecem serviços de suporte para seus clientes especialmente focados em chargeback.

A SumUp, por exemplo, caso seja contatada pela operadora de cartão de crédito, entra em contato com o vendedor e o auxilia em sua defesa da melhor maneira possível.

Entre em contato com a SumUp para saber mais. CLIQUE AQUI

Detalhe:

Pergunte sempre o limite de vendas na PF e PJ.

Fale com um consultor experiente em credenciamento:

WhtasApp: (22)99878-3028