Pular para o conteúdo principal

PAGO SA enfrenta gigantes e cresce 6 vezes em 2017

Empresa de maquininha de cartões enfrenta gigantes e cresce 6 vezes em 2017
O ambiente é hostil: disputar espaço com companhias gigantes, em meio à crise econômica, no País instável política e financeiramente. Mas, mesmo nessa condição adversa, a Pago Cartões comemora crescimento de 6 vezes em 2017, em volume de transações.
A companhia de maquininhas de cartões tem se destacado por fazer um trabalho diferenciado. Possui tecnologia própria e flexível. Isso faz com que os processos de venda e recebimento sejam feitos como necessitam os comerciantes.
Muito diferente dos serviços oferecidos por grandes operadoras, ligadas a bancos tradicionais e que dominam 80% desse mercado. Essas utilizam softwares terceirizados, engessados a ajustes de diferentes demandas, por exemplo, da padaria, do salão de beleza, da loja de roupas, da escola particular e da academia.
É nessa carência de soluções customizadas a cada negócio que a Pago Cartões penetra e se expande. “Nós chegamos onde as grandes redes não chegam. E disponibilizamos serviços melhores, mais adequados do que os concorrentes e com preços competitivos”, afirma o CEO, Rodrigo Luiz.
Enquanto os concorrentes entram “na guerra por preços e taxas”, a batalha da Pago Cartões é na busca por melhores serviços e resultados aos clientes. “Eles utilizam softwares padrão, modelos prontos. E ainda cobram licenciamento ou aluguel por essas tecnologias. Nós, da Pago Cartões, estudamos as possibilidades junto com nosso parceiro e chegamos ao serviço mais assertivo, com menos custos, pois só cobramos as taxas das vendas, iguais às dos demais players”, completa Rodrigo.
Para alcançar o leque de opções atual, com qualidade e confiabilidade proporcionadas por ferramenta tecnológica própria, a equipe da PAGO aplicou seu conhecimento de mais 12 anos nas áreas organizacional, de análise financeira, novos negócios e tecnologia.
Para implantar o modelo Pago Cartões, foram dois anos de estudos e teste do projeto piloto, a partir de 2015. Em junho de 2016 iniciou a operação completa da empresa. “Em 2017 crescemos 6 vezes em volume de operações financeiras. Começamos o ano entre as 15 maiores subadquirentes de transações presenciais (empresas intermediadoras dos pagamentos com cartão) e terminamos entre as cinco maiores”, revela. “Neste ano projetamos dobrar esse número”, projeta.
Segundo Rodrigo Luiz, os resultados poderiam ter sido melhores, não fosse a crise econômica. “Muita gente pensa que a crise ajudou, porque colocou no mercado muitos autônomos e pequenos empreendedores, que começaram a usar máquinas de cartão. Esse pessoal foi contemplado com outros produtos. Nosso foco é no estabelecimento consolidado, que sofreu com a crise econômica. Nós evoluímos no mercado por oferecer melhores serviços”, explica.
SOLUÇÕES INOVADORAS – Exemplo prático das vantagens oferecidas pela Pago Cartões está na área de salões de beleza. O sistema operacional está preparado para dividir o pagamento do cliente entre o estabelecimento e o profissional.
Em apenas uma transação (pagamento a débito, por exemplo), conseguimos dividir o valor para vários titulares de contas bancárias diferentes. Com isso, há economia de impostos, sem sonegação”, discorre Rodrigo Luiz. No modelo tradicional, o pagamento cairia em uma única conta, para depois serem repassados os valores que cabem a cada um (estabelecimento e profissional), com cobrança de taxas bancárias.
Outra área é a de faculdades, escola de idiomas e academias, que possuem mensalidades. A Pago Cartões oferece o chamado ‘pagamento recorrente’, que é diferente da compra a crédito e substitui o boleto de cobrança. “São muitas vantagens desse sistema. Não se trata de compra parcelada, porque não entra no limite de gastos do cartão. É todo mês um lançamento diferente. E diminui a inadimplência, porque não é distribuído boleto, que pode deixar de ser pago se o cliente estiver passando por dificuldade. A cobrança aparece na fatura do cartão, junto com outras compras, o que aumenta o percentual de recebimento”, salienta o CEO.
RECONHECIMENTO – O trabalho desempenhado pela Pago Cartões rende conquistas que fortalecem sua credibilidade. Foi uma das primeiras empresas a receber homologação como subadquirente oficial da bandeira Elo, no fim de 2017.
Sobre a Pago Cartões – A Pago é uma empresa brasileira de tecnologia, especializada em meios eletrônicos de pagamento. Nasceu em 2015 com o objetivo de revolucionar o mercado de máquinas de cartões, desenvolvendo soluções flexíveis e customizadas às necessidades de cada segmento de atuação. Trabalha com mais de 20 bandeiras, possui 22 parceiros (entre eles três bancos) e movimenta cerca de R$ 250 milhões por ano em transações financeiras.
Fonte: Exame
Falar com Representante:
(22) 992.518.590


Faça parte da nossa lista Vip e tire todas as suas dúvidas diretamente em nosso WhatsApp. Inscreva-se:

* indicates required